Arquivo de etiquetas: mobilidade

Comissão cria fórum de peritos para superar obstáculos transfronteiriços

A fim de explorar integralmente o potencial económico das regiões fronteiriças da UE, onde vivem 150 milhões de cidadãos, a Comissão lança hoje o «Ponto de Contacto Fronteiriço». Presta apoio específico às regiões, a fim de as ajudar a eliminar os obstáculos ao emprego e ao investimento.

Para as empresas, os trabalhadores e os estudantes, navegar entre diferentes sistemas administrativos e jurídicos continua a ser complexo e oneroso. Em consonância com o apelo do Presidente Juncker para assegurar a equidade no nosso mercado único no seu discurso sobre o Estado da União de 2017 o Ponto de Contacto Fronteiriço ajudará as regiões a cooperar melhor com um conjunto de ações concretas.

Irá contribuir para 1) melhorar o acesso ao emprego, 2) melhorar os serviços como os cuidados de saúde e os sistemas de transporte público e 3) e facilitar as atividades comerciais transfronteiriças.

30º aniversário do programa Erasmus

 

erasmus

Amanhã, 13 de junho, em Estrasburgo, tem lugar a cerimónia oficial dos 30 Anos do Programa Erasmus, o programa que já beneficiou 9 milhões de jovens europeus e que tem um orçamento de €14.7 mil milhões para o período 2014-2020.

O programa Erasmus foi criado em 1987 como um programa de intercâmbio de estudantes do ensino superior. Desde o primeiro ano, em que 3 200 estudantes provenientes de 11 países europeus (Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Grécia, França, Irlanda, Itália, Países Baixos, Portugal, Espanha e Reino Unido) participaram, o programa tem vindo a evoluir constantemente.

Atualmente, o programa Erasmus+ oferece uma vasta gama de oportunidades para o ensino superior, ensino e formação profissional, ensino escolar, ensino para adultos, juventude e desporto. Estas oportunidades estão abertas a alunos, professores e animadores de juventude. Ao longo dos últimos 30 anos, o programa deu a 9 milhões de pessoas a oportunidade de estudar, fazer formação, voluntariado ou ganhar experiência profissional no estrangeiro. O programa Erasmus+ tem ligações mais fortes com o mercado de trabalho do que os programas que o precederam, permitindo que os estudantes façam períodos de estágio em empresas ou organizações no estrangeiro e, através de experiências de aprendizagem não formal, preparar os jovens para o mercado de trabalho e para a participação na vida cívica.