Arquivo de etiquetas: comércio

O Equador adere ao acordo de comércio com a UE

Cecilia Malmström, a comissária responsável pelo Comércio, assina hoje o Protocolo de Adesão do Equador ao acordo de comércio entre a UE e a Colômbia e o Peru. Este acordo, orientado para o desenvolvimento, abrirá os mercados de ambas as Partes, aumentará a estabilidade e a previsibilidade do comércio e do investimento nos dois sentidos e promoverá o desenvolvimento inclusivo e sustentável.

ue-1-680x365
@ecuadortimes

Cecilia Malmström, a comissária responsável pelo Comércio, assina hoje o Protocolo de Adesão do Equador ao acordo de comércio entre a UE e a Colômbia e o Peru. Este acordo, orientado para o desenvolvimento, abrirá os mercados de ambas as Partes, aumentará a estabilidade e a previsibilidade do comércio e do investimento nos dois sentidos e promoverá o desenvolvimento inclusivo e sustentável.

Dos benefícios para a União destacamos, por exemplo, o setor agrícola da UE beneficiará de um maior acesso ao mercado para os seus produtos, bem como da proteção de cerca de 100 indicações geográficas da UE no mercado do Equador. Também são de esperar ganhos para a UE em setores específicos, incluindo um novo acesso ao mercado para os veículos e as máquinas.

O acordo proposto inclui ainda compromissos no sentido de uma aplicação efetiva das convenções internacionais sobre direitos laborais e proteção ambiental, cujo acompanhamento contará com a participação sistemática da sociedade civil.

UE e Canadá assinam acordo económico e comercial global CETA

banner_ceta_share

Ontem, 30 de outubro, em Bruxelas, a União Europeia e o Canadá assinaram o Acordo Económico e Comercial Global (CETA) e um novo Acordo de Parceria Estratégica que aprofunda a cooperação num vasto conjunto de políticas. Por ocasião do encerramento da 16.ª Cimeira UE-Canadá, o Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse: «Hoje, os povos do Canadá e da União Europeia abriram um novo capítulo nas suas relações. Mais de quinhentos mil milhões de pessoas de ambos os lados do Atlântico beneficiarão de novas oportunidades. Para muitas pessoas, tratar-se-á de novos e melhores empregos».

Ao eliminar quase todos os direitos aduaneiros à importação, o CETA permitirá aos exportadores europeus de bens industriais e agrícolas poupar anualmente mais de 500 milhões de euros. O Acordo protege os direitos dos trabalhadores as normas ambientais e a segurança do consumidor. Os governos manterão todos os seus poderes para legislar, regular e fornecer serviços públicos.