Novo relatório sobre a coesão alimenta a discussão sobre os fundos da UE após 2020

2017-10-09

A Comissão publicou hoje o sétimo relatório sobre a política de coesão, que toma o pulso às regiões da UE, tirando ensinamentos da experiência dos gastos com a coesão durante os anos de crise e prepara o terreno para uma política de coesão após 2020.

Ao analisar o estado atual da UE no tocante à coesão económica, social e territorial, o relatório de coesão permite-nos ver a nossa União à lupa: a economia da Europa está a recuperar o seu dinamismo, mas as disparidades entre os nossos Estados‑Membros, e no interior destes, teimam em persistir.

O investimento público na UE está ainda abaixo dos níveis anteriores à crise, necessitando as regiões e os Estados-Membros de mais apoio para vencer os desafios identificados no documento de reflexão sobre o futuro das finanças da UE; a revolução digital, a globalização, as alterações demográficas e a coesão social, a convergência económica e as alterações climáticas.

Próxima etapa:
Será lançada no início de 2018 uma consulta pública sobre o futuro da política de coesão. Em maio de 2018, será apresentada a proposta da Comissão para o quadro financeiro plurianual (QFP), a que se seguirá a apresentação das propostas para a política de coesão após 2020.