empresa de Condeixa é exemplo de investimento europeu

No dia 24 de abril, Sofia Colares Alves, Representante da Comissão Europeia em Portugal, estará em Condeixa para explicar os benefícios do investimento europeu e para conhecer o impacto desse investimento na empresa Dominó.

Mesmo durante os mais difíceis anos de crise, o financiamento e o apoio da União Europeia estiveram sempre presentes. E esse financiamento foi decisivo para que muitas empresas conseguissem manter empregos, ultrapassar desafios, inovar e modernizar os seus modelos de negócio. Isto significa crescimento económico para cada uma dessas empresas e para o país.

Até agora Portugal viu 13 projetos aprovados no âmbito do Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos, pilar financeiro do Plano de Investimento para a Europa, e foram acordados financiamentos a numerosas pequenas e médias empresas.

A Dominó, com sede em Condeixa, é um exemplo do relançamento da indústria cerâmica com apoios da UE. Com 180 funcionários, a empresa passou por dificuldades durante a crise. Soube manter empregos e salários, e exporta agora 65% da produção para 60 mercados; produz – num dia de produção mais intenso – 14 mil m2 de revestimentos e pavimentos. Esta PME superou o difícil contexto económico e financeiro português do período da recessão e elevou o seu negócio ao investir em exportação e tecnologia.

A Chefe da Representação da Comissão Europeia, Sofia Colares Alves, e o presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita da Costa, serão recebidos por João José Xavier, CEO da Dominó, para conhecer o impacto real dos fundos europeus na empresa.