Dia Europeu da Igualdade Salarial

O Dia Europeu da Igualdade Salarial, que representa o dia do ano em que as mulheres na Europa deixariam de ser pagas em virtude das disparidades salariais entre mulheres e homens: tendo em conta que o salário horário médio das mulheres na Europa é 16,7% inferior ao dos homens, as mulheres trabalham, na prática, gratuitamente durante 16% do ano.

disparidade_salarialclick-icon

As disparidades salariais entre mulheres e homens correspondem à diferença entre a remuneração média bruta por hora dos homens e a das mulheres nos vários setores da economia. A disparidade salarial média entre os sexos situa-se em 14,9 % em Portugal (a disparidade salarial média na UE é de 16,7%).

Alguns dos fatores que contribuem para as disparidades salariais entre mulheres e homens são:

  • Os cargos de gestão e supervisão são maioritariamente ocupados por homens. Em cada um dos setores da economia, os homens são promovidos mais frequentemente do que as mulheres e, por conseguinte, mais bem remunerados;
  • As mulheres tomam a seu cargo importantes tarefas não remuneradas, como o trabalho doméstico e o cuidado de crianças ou de familiares, em muito maior medida do que os homens;
  • As mulheres tendem a afastar-se periodicamente do mercado de trabalho com maior frequência do que os homens;
  • Segregação na educação e no mercado de trabalho; significa que se verifica, em alguns setores e profissões, uma tendência à sub-representação das mulheres, estando patente, em outros, uma excessiva representação masculina;
  • A discriminação salarial, embora seja ilegal, continua a contribuir para as disparidades salariais entre mulheres e homens

3 novembro 2016