Consumidores da UE efetuam cada vez mais compras em linha transfronteiras

A edição de 2017 do painel de avaliação das Condições dos Consumidores revela que um número cada vez maior de consumidores da UE faz compras em linha e que a sua confiança no comércio eletrónico tem aumentado, em especial no que diz respeito às compras em linha noutros países da UE.

Porém, os comerciantes mostram ainda alguma renitência em expandir as suas atividades em linha e em efetuar vendas em linha a consumidores noutros países da UE. Estes receios estão principalmente ligados a um maior risco de fraude e de não pagamento nas vendas transfronteiras, às diferenças entre os regimes fiscais e entre as legislações nacionais em matéria de contratos e de regras de proteção dos consumidores.

Embora as condições de consumo tenham em geral melhorado desde o último painel de avaliação, os níveis de confiança, de conhecimento e de proteção ainda variam muito de país para país.

O painel de avaliação mostra que a confiança dos consumidores no comércio eletrónico aumentou drasticamente. Em dez anos, a percentagem de europeus que fazem compras em linha quase duplicou (de 29,7 % em 2007 para 55 % em 2017). Desde o último painel de avaliação, os níveis de confiança dos consumidores aumentaram em 12 pontos percentuais para as compras a comerciantes situados no mesmo país e em 21 pontos percentuais para as compras noutros Estados-Membros da UE.